Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem de Campo Grande – MS são punidos após acordo realizado para encerrar greve.

Padrão

Enfermagem PMCG

Depois de encerrada a greve dos enfermeiros em Campo Grande, no dia 7 de julho, os profissionais reclamam de terem o ponto cortado pelo Poder Executivo Municipal, mesmo sendo uma atitude arbitrária como afirma o representante dos enfermeiros do Sinte PMCG (Sindicato dos Trabalhadores da Enfermagem da Prefeitura de Campo Grande), Hederson Fritz. “É um desrespeito com o servidor. A gestão usa de forma arbitrária o poder e vai contra o próprio estatuto”, explica. De acordo com Fritz uma reunião com o secretário de administração, Wilson do Prado, deve ocorrer ainda nesta sexta-feira (24) para tentar resolver a questão dos mais de mil servidores.

Fritz ressalta que o corte representa mais de 50% dos salários dos profissionais. “Estão cortando ponto de servidor que não foi para a greve e dos contratados, que não poderiam entrar em greve”. Ele afirma que tentou entrar em contato com o secretário municipal de saúde, Jamal Salem, no entanto, o chefe da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) não está na cidade.

“Nesta tarde vamos analisar juridicamente a situação, e caso não haja um acordo entraremos com medidas judiciais na segunda-feira (27)”, fala Fritz.

Além disso, os plantões realizados nas unidades de urgência e emergência, em períodos como noites, sábados e domingos ( de 20 de junho a 07 de julho), também não serão pagos, segundo o responsável pelo DRH – SESAU.

 

A Prefeitura através de e-mail informou que na ação movida pelo poder executivo municipal contra a greve, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) autorizou o não pagamento aos servidores que não trabalharam, incluindo os que foram ao local de trabalho, registraram o ponto, mas não atenderam a população.

 

Anúncios

Sem acordo salarial, Enfermagem da Santa Casa de Campo Grande – MS realiza manifestação

Padrão

Sem acordo em relação ao reajuste salarial, os profissionais de enfermagem que trabalham na Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande iniciaram na manhã desta segunda-feira (27), uma paralisação das atividades que conta com a participação de 20% da categoria.

Os 1.200 profissionais se revezam para que todos participem da manifestação que ocorre a cada três horas, quando 240 trabalhadores de enfermagem interrompem os serviços.

A categoria pede reajuste de 12,64%, no entanto, o presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), Lázaro Santana, disse que o hospital ofereceu menos que a metade do valor.

“Estamos em negociação desde março e até agora não chegamos a um acordo. Tivemos apenas duas reuniões e na primeira a direção da Santa Casa ofereceu 8,34% parcelado em duas vezes, mas já na segunda foi ainda menos, disseram que poderiam conceder 6%”, relata.

A Santa Casa de Campo Grande – Mato Grosso do Sul é um dos maiores hospitais do Centro-Oeste Brasileiro.

Esta é a terceira vez em que a categoria da Enfermagem tenta acordo salarial junto ao hospital, sendo que a data-base venceu em maio-2015.

O presidente do Siems afirma que no último dia 20 encaminhou  contraproposta de 11%, mas não recebeu retorno por parte do hospital. “Não tivemos nenhum posicionamento, então decidimos pela paralisação de 20% dos profissionais a cada três horas”, explica.

Caso não haja nenhum posicionamento do hospital até esta terça-feira (28), os profissionais se reunirão a partir das 8h30 desta quarta-feira (29) em assembleia para decidir se entrarão em greve.

Conforme o Siems atualmente o auxiliar de enfermagem recebe R$ 1.060,00, técnico R$ 1.132,00 e enfermeiro R$ 3.200,00 para 44 horas semanais.

A assessoria de comunicação alega que ainda não renovou o contrato com a Prefeitura e por esta razão a reunião com a categoria não foi agendada. Segundo as informações, a paralisação dos profissionais não interferiu no atendimento oferecido aos pacientes.

Enoshima Shrine Festival – Through the Town

Padrão

Tokyobling's Blog

If you have ever been to Enoshima you know that the main street running through the little town is absolutely tiny, not even bicycles make it up it. So it was quite fun to see the big Omikoshi make its way down the stairs, through gates and under torii (the π shaped gates in front of shinto shrines) and finally down the main street, pushing tourists, shoppers and townspeople aside as it passed down towards the ocean. I was lucky enough to know a shortcut in a tiny alley to the side of the main street so I could hurry around the omikoshi and get a few photos of it as it emerged onto the plaza in front of the fist torii. More photos to come!

enoshima_matsuri_2015_8362

enoshima_matsuri_2015_8418

enoshima_matsuri_2015_8487

enoshima_matsuri_2015_8503

enoshima_matsuri_2015_8520

enoshima_matsuri_2015_8560

Ver o post original

62 anos do Ministério da Saúde: Implantação do SUS

Padrão

A consolidação da saúde brasileira realizada através do SUS e seus princípios !

Viva Melhor Online

No próximo sábado, 25 de julho, o Ministério da Saúde comemora 62 anos de criação. Embora a história da saúde pública brasileira tenha início em 1808, o Ministério da Saúde só foi instituído no ano de 1953, com a Lei nº 1.920, que dividiu o então Ministério da Educação e Saúde em duas pastas distintas.

SUS

Atualmente, além de cuidar das ações de saúde pública e regulação, o Ministério da Saúde coordena nacionalmente o Sistema Único de Saúde (SUS), que é uma das mais importantes e avançadas políticas sociais vigente no Brasil. O SUS é um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo e garante assistência integral e inteiramente gratuita a todos os cidadãos brasileiros.

O inicio do pensamento que originou o SUS se deu nos anos 70 e 80, quando diversos grupos se engajaram no movimento sanitário, com o objetivo de pensar um sistema público para solucionar os problemas encontrados…

Ver o post original 422 mais palavras

A dengue te pegou? Conheça os sintomas.

Padrão

saude-sintomas dengue

Diagnosticar a dengue com rapidez é uma das chaves para combater a doença com maior eficácia. O primeiro passo para isso é conhecer como a infecção se manifesta. Se os sintomas forem reconhecidos, é fundamental procurar um médico o mais rápido possível. Em geral, a doença tem evolução rápida. Por isso, saber antes pode fazer a diferença entre a ocorrência de um mal menor e consequências mais graves, principalmente no caso de crianças.

Existem quatro tipos do vírus da dengue: O DEN-1, o DEN-2, o DEN-3 e o DEN-4. Eles causam os mesmos sintomas. A diferença é que, cada vez que você pega um tipo do vírus, não pode mais ser infectado por ele. Ou seja, na vida, uma pessoa só pode ter dengue quatro vezes.

70% a 90% das pessoas que pegam a dengue pela primeira vez não têm nenhum sintoma. Nos casos mais graves, a doença pode ser…

Ver o post original 359 mais palavras

TPM? Talvez o Pilates possa te ajudar.

Padrão

pilates2

A Tensão Pré-Menstrual, a famosa TPM, tem sintomas nada agradáveis e que incomodam tanto às mulheres que os têm os homens que convivem com essas mulheres. Mas já pensou em aliviar os sintomas dela através do Pilates? Essa modalidade tem se apresentado como uma boa opção para muitas mulheres. 75% delas possuem entre 20 e 45 anos e acabam se beneficiando bastante com o exercício.

Segundo um estudo realizado pela University of British Columbia, em Vancouver, Canadá, praticar exercícios físicos pode ajudar a reduzir os sintomas da TPM, porque o corpo em movimento libera endorfina (responsável pela sensação de bem-estar e prazer), tonifica os músculos e regula o metabolismo.

No caso do pilates, esse hormônio é produzido através do trabalho respiratório praticado durante os exercícios. Além de manter o corpo em forma, o pilates também é indicado para aliviar os sintomas típicos da TPM como irritabilidade, depressão, sensibilidade emocional, inchaço…

Ver o post original 44 mais palavras